Home / Artigos / Celulares, Baterias e Descarte.
Celulares, Baterias e Descarte.

Celulares, Baterias e Descarte.

É comum observarmos por toda parte, a invasão desenfreada de aparelhos celulares e similares. Sejam nacionais ou importados todos apresentam inúmeras funcionalidades, de uma simples ligação ou envio de mensagens SMS – Short Message Service (Serviço de mensagens curtas) até câmeras com resoluções invejáveis, envio de e-mails, integração com redes sociais, jogos, vídeo conferência, entre outros serviços. Comentava com um amigo que falta apenas a funcionalidade do famoso cafezinho.

Algumas preocupações em relação ao uso frequente do aparato tecnológico são relacionadas nesse artigo com intuito, como sempre, esclarecedor. Muitas pessoas já começam a apresentar indícios de um vício, que por alguns especialistas é considerado como doença, chamado de “nomofobia”; que é o desconforto ou angustia causada por se sentir desconectado ou incapaz de se comunicar através do celular.  Além disso, pesquisa do Hospital das Clínicas aponta o risco de microlesões no tendão extensor do polegar e a sobrecarga nos discos da coluna cervical, podendo ocasionar uma hérnia de disco, devido postura inadequada ou continua no uso de smartphones e tablets.

Uma preocupação socioambiental e que, evidentemente, pode gerar impacto negativo direto ao meio ambiente é o descarte incorreto dos aparelhos queimados, bateria, carregadores e eletroeletrônicos em geral. É muito comum que as pessoas não saibam onde descartar. Essa omissão ocorre, seja por falta de divulgação ou de espaços para coleta correta desses materiais. A cultura nacional, ainda, é retrograda e vemos a falta de interesse dos próprios indivíduos, que não pensam em preservar o meio ambiente e seu futuro. É descabida a argumentação de que todos fazem o errado e não iremos mudar o mundo. A pequena parcela de boa vontade de todos, que se comprometerem em descartar de forma consciente o seu lixo eletrônico, é de grande valia.

Da utilização de seu eletrônico até o seu descarte, fechando um ciclo de vida útil, é fundamental sabermos que a tecnologia se faz uma grande aliada e propicia facilidades. No entanto se ignorarmos os malefícios diretos ao indivíduo, produzidos por seu uso excessivo ou ainda, toda poluição destinada ao meio ambiente com um descarte inconsequente, corroboramos com a despreocupação trivial e desmedida de que o dia do amanhã e todos os seus recursos são infinitos e estarão “à la carte” para desfrutarmos. A preservação está além da nossa própria saúde, reservas minerais, insumos e bens de consumo; está estimada em uma adequação do ser humano em reeducar-se e pensar verde, não apenas em tendências socioambientais, mas nos valores sabidos de que se não zelarmos, nada teremos para as gerações vindouras.  Então fica essa dica importante, cuide de você, do meio ambiente e do futuro do seu semelhante.

Em breve lançaremos um projeto (OSCIP), onde receberemos alguns itens de lixo eletrônico e destinaremos para o tratamento adequado.  Contamos com sua colaboração. Fique atento!

Até a próxima.

Até a próxima.
(*) é empresário, professor, formado em Sistemas de Informação, Pós Graduado em Educação para o Ensino Superior e Palestrante em eventos de Tecnologia.

Comments are closed.

Scroll To Top