Home / Governo / 100 dias de governo Bili: Início de uma nova história
100 dias de governo Bili: Início de uma nova história

100 dias de governo Bili: Início de uma nova história

No dia 1º de janeiro de 2013, Luís Cláudio Bili assumia a Prefeitura de São Vicente. Após uma vitória surpreendente nas eleições, ainda no 1º turno, o nordestino, que chegou à Primeira Cidade do Brasil com apenas seis anos, e foi vereador durante cinco mandatos, trouxe para si a responsabilidade de resolver graves problemas do Município, principalmente no âmbito econômico, social e no setor da Saúde.
Durante os 100 primeiros dias de Governo, o Jornal Vicentino acompanhou as ações do prefeito e noticiou os principais acontecimentos durante esse período. Nesta edição, os leitores podem acompanhar os fatos que marcaram este início de gestão, que promete dar novos rumos para a Cidade.
Saúde começa a sair da UTI
Se tem uma área que Bili mostrou ser prioridade foi a Saúde. Não é à toa, que de forma temporária, acumulou a chefia do Executivo e da secretaria do setor, enquanto não encontrava outro responsável para a pasta.
Bili deixou claro que não admitia que o Hospital da Cidade fosse o próprio Pronto-Socorro (Crei) e que queria ver o Hospital São José atendendo novamente a população vicentina, com toda sua capacidade.
Aumento no número de leitos
Quando assumiu, um dos principais problemas da Cidade era a falta de leito; Em três meses, inaugurou mais 67 (entre Crei e São José) e deve entregar mais 40 até o final do mês, com a reforma da ala E do Hospital São José.
Sua meta é chegar a aproximadamente 400 até o final do ano.
Hospital São José de volta
Bili transferiu pacientes dos corredores do Crei para a ala E do São José e iniciou a reforma da ala B, com a ajuda do Exército. O chefe do Executivo vicentino também corre atrás da liberação de verba para concluir a reforma do Centro Cirúrgico do Hospital.
Hospital Municipal (Crei)
O prefeito reformou o 3º andar do Crei, com quartos adaptados às normas da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), com ar-condicionado e TV LCD, totalmente confortáveis. Iniciou a reforma do térreo e sua meta é deixar o Hospital Municipal de cara nova.
UBSs e ambulâncias
Também reabriu as unidades básicas de Saúde do JIP, Náutica III e Jardim Guassu reformadas e anunciou a chegada de duas novas ambulâncias para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).
Visitas
Desde o início da gestão, Bili tem levados políticos, empresários e outras pessoas para ver de perto a situação da Saúde do Município. O objetivo é conseguir doações e verbas para viabilizar obras para o setor.
Força-tarefa no Itararé
Bili intensificou a fiscalização na Praia do Itararé na sua gestão. Atendendo a pedido dos munícipes, criou forças-tarefas que vão desde medição do som vindo dos quiosques e colocação de cancelas no estacionamento do bolsão até o aumento da patrulha da PM e da Guarda Municipal para coibir aglomeração de pessoas, exploração sexual e venda de bebidas alcoólicas para menores.
Construção dos viadutos
Juntamente com o governador Geraldo Alckmin, anunciou uma das principais obras da Cidade. Dois viadutos na Rodovia dos Imigrantes, para acabar com o congestionamento e falta de segurança no local, bem como a construção de uma nova ponte sobre o Canal dos Barreiros, em um investimento total de R$ 149,9 milhões.
Fiscalização das lotações
Foi reforçada a fiscalização das vans que realizam o transporte municipal em São Vicente. Diversas irregularidades foram encontradas, como má conservação dos veículos e falta de uniformes e crachás. Algumas lotações foram autuadas e outras, apreendidas.
Servidores públicos
Bili assumiu o compromisso de valorizar o servidor em São Vicente. Ele anunciou um pacote de benefícios que agradou a categoria. Entre elas reajustou o salário, o abono alimentação e a cesta básica em 5,20%, reposição salarial, direito a folga de aniversário, faltas abonadas, acerto das horas extras realizadas no ano passado, entre outros.
Solidariedade
Quem também começou a mostrar um bom trabalho foi o Fundo Social de Solidariedade, presidido por Valéria Lins. Destaque para os projetos sociais vicentinos e para os alimentos arrecadados como ingresso na Encenação, fato inédito no Munícipio, quem foram dados para entidades da Cidade.
Encenação brilhou
Mesmo com pouco tempo de preparo, o maior espetáculo teatral em areia de praia do Mundo brilhou mais uma vez. A Encenação, em formato de musical, encantou milhares de pessoas na praia do Gonzaguinha. Bili conseguiu que a Prefeitura não gastasse 1 centavo com o espetáculo: apenas verbas de patrocinadores e do Governo Estadual.
Novos rumos para a Educação
Outra prioridade de Bili tem sido a área de Educação. No inicío do ano, começou a gestão na área com diálogo com os professores, ouvindo propostas dos profissionais.
Suas próximas ações são padronizar uniformes, oferecer kit escolar a todos os alunos e instalar sistema de monitoramento por câmeras, além de colocar um guarda municipal em cada escola do Município.
A merenda nas escolas e cheches também foram trabalhadas com cardápio nutritivos, de de acordo com cada faixa etária.
Coleta de lixo: fim da ‘dor de cabeça’
O principal problema do início da gestão de Bili se chama lixo. Desde que assumiu, o prefeito encontrou problemas com a empresa que prestava o serviço de coleta no Município. Greve dos trabalhadores em relação as condições de trabalho e queixas da população em relação a ineficiência do serviço fizeram a Administração enviar diversas notificações e multas a empresa. A gota d’água para Bili foi a greve dos trabalhadores por falta de pagamento da empresa, o que fez com que a coleta de lixo fosse paralisada no Município.
Em atitude de coragem, Bili decretou estado de calamidade pública, rescindiu contrato com a empresa e contratou, após pesquisa, de forma emergencial, uma nova empresa: a Terracom, a mesma que presta o serviço em outras cidades da Região.
A empresa permanecerá por seis meses, enquanto será aberta uma nova licitação. Bili exigiu que a nova empresa contratasse os trabalhadores da antiga prestadora de serviço e a situação se normalizou no Município.
Lei da Ficha Limpa sancionada
O prefeito Luís Cláudio Bili sancionou a Lei Municipal da ‘Ficha Limpa’ na Cidade. Agora, para poder trabalhar na Prefeitura ou na Câmara Municipal de São Vicente, os funcionários comissionados não podem ser condenados pela Justiça pelo prazo de até oito anos.
“Com satisfação recebi o projeto e com orgulho sancionei. Prezo por uma gestão transparente e acredito que São Vicente precisa de pessoas idôneas na sua condução. É uma vitória da cidadania”, esclareceu o prefeito Bili.
Obras na Habitação
A Prefeitura anunciou a construção de um conjunto habitacional com 1.120 unidades no bairro Tancredo Neves pelo Programa ‘Minha casa, Minha Vida’. Outros projetos estão em andamento na cidade. 600 unidades estão sendo construídas no Jardim Rio Branco. Quase 70% das obras já foram concluídas e a entrega deverá ser feita até o final do segundo semestre deste ano. Mais 416 unidades estão sendo erguidas no Parque Bitaru, que serão destinadas a moradores do Dique do Meio e Saquaré, no México 70.
Audiência em Brasília
Na capital do País, o prefeito vicentino anunciou liberação de recursos do governo federal, como verbas para projetos de Habitação, para recuperação de monumentos e edificações históricas e também para ampliação e construção de novas unidades básicas de saúde (em São Vicente será usado no projeto de implantação da UPA – Unidade de Pronto Atendimento, na Área Continental.
Olho nas casas noturnas
Para evitar tragédias como a da boate Kiss, em Santa Maria (RS), a Prefeitura também iniciou vistoria intensa nas casas noturnas e clubes da Cidade.

Comments are closed.

Scroll To Top